Exposições

Exposições individuais e coletivas que acontecem na Anita Schwartz Galeria.

Anita Schwartz Galeria de Arte está sempre promovendo exposições individuais e coletivas de seus artistas. Acompanhe e fique por dentro dos exposições e mostras da Galeria.

fiz ele soletrar seu nome

Exposição

A individual de Guilherme Dable inaugura um programa dedicado aos artistas jovens da Anita Schwartz Galeria de Arte. A exposição conta com trabalhos inéditos e recentes do artista Guilherme Dable e com curadoria de Daniela Name. Em cartaz até 30/12/2017. Entrada Franca. E no Térreo, a galeria inaugura a mostra coletiva Visitas ao Acervo, em constante transição, apresentando o diverso acervo da galeria. Em cartaz até 31/03/2018. Entrada franca.

Visitas ao Acervo

Exposição

Mostra coletiva Visitas ao Acervo, em constante transição, apresentando o diverso acervo da galeria. Em cartaz até 31/03/2018. Entrada franca.

Grito e Paisagem

Exposição

Nuno Ramos, um dos mais celebrados artistas da cena contemporânea, expõe pinturas e desenhos inéditos e recentes, em grande formato.

Pinturas & Objetos

Exposição

Os trabalhos fazem referência à memória do artista, como a repetição de elementos que utilizou em produções anteriores – as linhas onduladas, presentes em obras dos anos 1980, ou as setas da pintura "Cerco e Morte” (1974), adquirida em 2014 pelo MoMA de Nova York.

M O L D E

Exposição

A exposição Molde apresenta 30 esculturas de artistas mulheres, concebidas em materiais como barro, madeira, bronze, vidro, osso, mármore e outros. Ana Hortides | Carla Guagliardi | Celeida Tostes | Daisy Xavier | Daniela Antonelli | Estela Sokol | Gabriela Mureb | Lais Myrrha | Maíra Senise | Maura de Barros | Regina Vater | Tatiana Chalhoub | Wanda Pimentel

Estofo

Exposição

O projeto “Estofo” é um desdobramento da observação nos deslocamentos frequentes da artista pela Baía – orla da Urca, Aterro até os portos, cruzando a ponte até a Ilha do Governador, praia do Galeão e canal de Ramos; orla de Niterói até a boca da Baía de volta à Urca – em que percorreu a Baía em toda a sua extensão, incluindo a área que margeia Magé, a APA de Guapimirim, além de diversas ilhas, como Jurubaíba, Paquetá e Pombeba.

O livro de São Sebastião

Exposição

O livro de São Sebastião” apresentou trabalhos inéditos e feitos especialmente para o espaço da galeria pelo artista pernambucano Bruno Vilela dando continuidade à pesquisa do artista sobre arquétipos e mitologias, em que desta vez se aprofunda no universo judaico-cristão e no hermetismo.

Contabilidade

Exposição

O interesse de Rochelle Costi pelo humano se manifesta não apenas nos resultados de seus trabalhos, mas, também, na importância do colecionismo para a dinâmica de seu processo criativo. A artista, desde a infância, coleta objetos do mundo e permite que eles a cerquem até o dia em que se transformam em outras coisas, outros grupos, ou em trabalhos.

Naturezas Mortas

Exposição

Transitando pelo universo de Morandi, Volpi, Agnes Martin, Robert Ryman, dentre tantos outros artistas e poéticas que criam um universo expansivo de ideias e sentimentos anti-espetaculares a partir de uma economia de gestos, a obra de Estela revela uma transparência ao corpo aparentemente sólido da pintura e da escultura.

Mostra Jesper Dyrehauge

Exposição

Anita Schwartz Galeria de Arte apresenta a primeira mostra individual no Brasil do artista dinamarquês Jesper Dyrehauge (1966). Com curadoria de Aukje Lepoutre Ravn, a mostra conta com 22 obras inéditas, incluindo 12 telas produzidas no Rio de Janeiro, e dez fotografias.

Silêncio Impuro

Exposição

Nessa mostra o som é um índice, pois as obras operam com o seu lado negativo no qual ele (som) é silenciado. O que existe, ou melhor, aquilo que se expande pelo espaço é a imagem do som, isto é, as mais distintas suposições que podemos ter sobre qual som poderia ser ouvido se finalmente aquilo que o impede (uma amarra, uma solda, ou ainda o livre entendimento de que a obra possa ser compreendida também como uma partitura) fosse revelado ou reinterpretado”, explica o curador Felipe Scovino.

Geometria Flor

Exposição

Em Geometria/Flor, a artista exibe cerca de 35 obras pertencentes à série de mesmo nome, iniciada há dois anos.

Trajetórias em Processo

Exposição

Exposição com 28 de obras de dez artistas selecionadas pelo curador Guilherme Bueno. Como nas edições anteriores, a ideia da exposição é apresentar trabalhos de artistas “cuja produção encontra-se em um momento decisivo, marcado pela consolidação da maturidade poética”

Lona

Exposição

O título da exposição é extraído do suporte utilizado, lona de algodão, e as pinturas estarão expostas sem chassi, presas diretamente na parede, “em uma montagem simples”, conta o artista.

A Dobra Palco, Rizomas e Selvageria

Exposição

om o chão do grande salão térreo da galeria, que tem 140 metros quadrados de área, inteiramente coberto com pipoca, serão apresentadas doze obras inéditas, produzidas este ano especialmente para esta exposição – sete pinturas em grande formato e seis esculturas.

Pequenos Formatos

Exposição

Mostra com mais de 50 obras ocupando o espaço da galeria tendo diversos suportes e mantendo em comum seus pequenos formatos.

Marya Lynch | Máquina Devir

Exposição

Comemorando 15 anos do início de sua produção como artista, Lynch, que desde 2013 estuda e trabalha fora do país, retorna à sua cidade natal para lançar um livro retrospectivo e realizar a presente mostra.

A Luz que Vela o Corpo é a Mesma que Revela a Tela

Exposição

Entre os trabalhos expostos, "Floresta Turquesa" de Bruno Vilela, compõe a mostra.

Folha Branca

Exposição

Exposição feita em conjunto pelo artista brasileiro Otavio Schipper e pela artista dinamarquesa Tove Storch, com curadoria da também dinamarquesa Aukje Lepoutre Ravn,enfatizando os dois pontos comuns de interesse dos artistas: a poética e os mecanismos de percepção.

Éter

Exposição

Éter é uma reunião de obras do acervo que preenchem delicadamente o espaço da galeria. Na mostra, encaramos o desafio de selecionar trabalhos que se confundem com o ambiente expositivo, seja por transparências, reflexões ou camuflagens. Por isso, o título da exposição se refere ao éter, no sentido de uma substância hipotética, menos densa que o ar, que já se acreditou ocupar todo universo

A Reinvenção da Pintura

Exposição

Com curadoria de Felipe Scovino e Pieter Tjabbes, "A Reinvenção da Pintura" é a maior mostra já realizada do artista Abraham Palatnik, consagrado pela criação de obras marcadas pela fusão entre o movimento, o tempo e a luz.