O Lugar do Ar

Carla Guagliardi


No grande espaço térreo da galeria, com 200 metros quadrados e pé direito de mais de sete metros, Carla Guagliardi apresentará uma nova versão de uma grande instalação aérea, apresentada na Alemanha, chamada “O lugar do ar”. Uma versão menor e de parede do mesmo trabalho já foi visto no MAM em 2009, em uma exposição individual da artista, com o mesmo nome.  “As características do espaço físico da galeria determinaram a escolha dessa peça que encontra aí uma maximização da sua potência expressiva”, afirma a artista. O trabalho, que consiste da suspensão de barras de ferros por elásticos de diferentes dimensões, atua temporalmente no espaço, expandindo-se de forma extremamente lenta e gradual, modificando-se quase que imperceptivelmente a cada instante nesse movimento expansivo. “A interligação e interdependência de suas partes faz com que esse enorme conjunto tenha um só centro de gravidade. Toda e qualquer vibração sofrida em uma de suas extremidades atinge também o todo”, diz.

Também serão apresentadas duas esculturas inéditas, em vidro e balões de látex.  “Essas obras tratam, entre outras tantas questões, da ‘quase invisibilidade’ do ar”, explica a artista.

No terceiro andar da galeria serão apresentadas três esculturas em madeira e espuma, e um díptico fotográfico. “As esculturas, cuja  fisicalidade conversam com o trabalho fotográfico que nos induz à uma questão fundamental: no espaço, somos o que segura ou o que é segurado?”, conta.

“Acredito que no fazer artístico a obra está sempre ‘em continuidade’. Minha obra vem se constituindo nessa insistência, num processo gradual e contínuo, por vezes eloquente e outras, silencioso”, afirma.

30.08 a 20.10 de 2012